Comer sushi engorda?

0

O sushi é muito famoso e tem tido cada vez mais adeptos. Os restaurantes de sushi são também cada vez mais numerosos para responder ao surto da moda do sushi. Muitas vezes associado a uma alimentação saudável e até a dietas para emagrecer, o sushi encontra-se cada vez mais nos pratos das pessoas que têm cuidado com o que comem. Mas será assim tão saudável como dizem? Será que pode ser incluído numa dieta restrita para perder peso? Aqui não se trata apenas de conferir a este prato típico japonês uma conotação boa ou má, mas sim tentar entender os benefícios que possa trazer para a saúde. Ao dar uma vista de olhos na maneira como é confeccionado, poderemos então chegar a uma conclusão. No entanto, saiba que pode tirar algumas ideias extremamente saudáveis da culinária nipónica, nomeadamente através do regime japonês e dos hábitos alimentares dos japoneses conhecidos por serem os melhores para a saúde.

Os nutrientes e benefícios do sushi

Existem vários tipos diferentes de sushi, no entanto, eles têm uma coisa em comum: o arroz. De facto, o arroz branco cozido é o ingrediente principal, encontrado em inúmeros pratos japoneses. O peixe é o segundo alimento mais encontrado nos sushi, nomeadamente, o salmão e o atum, ricos em ómega-3 e proteínas. De seguida, encontramos alguns legumes, vinagre de arroz e nori, a famosa alga que forma o rolo. Visto assim, nada de alarmante acerca deste prato. Vamos então ver cada um dos ingredientes:

  • O arroz: É rico em minerais, fósforo, vitamina B1 e é um cereal que traz hidratos de carbono, essenciais para o funcionamento do nosso corpo. O arroz tem fama de engordar, mas comido em porções razoáveis, pode ser excelente para ajudar a manter a linha, uma vez que mantém a barriga cheia durante mais tempo, principalmente se escolher arroz integral. Os hidratos de carbono também ajudam a dormir melhor.

  • O peixe cru: A vantagem do peixe é ter a mesma quantidade de proteínas do que a carne, mas menos gordura, daí estar associado a uma alimentação muito saudável. São riquíssimos em ómega-3 e super saborosos. Os peixes com mais ácidos gordos ajudam a baixar o colesterol e diminuem o risco de problemas cardíacos.
  • As algas: A famosa alga chamada "nori" que serve para "embrulhar" o rolo, é rica em proteínas e pobre em calorias. Além disso, tem minerais poderosos, como o iodo, o magnésio, cálcio, ferro e antioxidantes. Também contêm muitas fibras, excelentes para quem está a fazer dieta e não quer cair na tentação.

A face obscura do sushi

Após estas explicações, podemos deduzir então que o sushi é muito saudável e pode ser incluído numa dieta, sem restrições? Infelizmente, a resposta é não. De facto, parece o prato perfeito, porém, a armadilha encontra-se nas quantidades. Quem vai ao sushi para comer apenas 4 ou 5 peças? Eis o problema! Na verdade, a preparação desta deliciosa refeição requer ingredientes poucos saudáveis. O sal é o primeiro ponto negativo.



É usado na cozedura do arroz e no molho de soja, assim como para temperar peixe. Se está numa luta contra a retenção de líquidos, fuja do sal! O outro ponto que se deve ter em conta é o arroz. Foi dito anteriormente que o arroz em poucas quantidades, era saudável. No entanto, ao comer sushi, vai ingerir muito arroz, o que não é recomendado. Além do mais, o arroz é cozido em açúcar, vinagre e aromatizante e pode ser de má qualidade, perdendo vitaminas!

Nunca é demais avisar sobre a frescura do peixe, se bem que a quantidade de peixe costuma ser mínima, o que faz do sushi uma refeição pobre em proteínas. Para ter mais proteínas, aconselhamos os sashimi, as tais fatias de peixe cru. Por fim, opte por peças simples, sem cremes, nem fritos, e apenas 5 peças. Pode acompanhar a refeição com um chá detox para purificar o organismo. Os sushi "ocidentais" são mais pobres em nutrientes e ricos em gorduras, o que não o irá ajudar a perder peso!

No comments