Contra indicações da Dieta da Proteína

A dieta da proteína tem como objetivo queimar a gordura acumulada no corpo através de uma determinada escolha de alimentos e, nomeadamente, a retirada de carboidratos. Deste modo o organismo consegue eliminar gorduras e emagrecer de forma eficaz.

Também, outro dos benefícios da dieta da proteína é que é possível perder peso sem sentir fome uma vez que, assim que o corpo se habitua a este regime alimentar, a proteína pode ser muito saciante, não deixando lugar para a fome.

As proteínas favorecem a construção dos músculos, logo, a dieta da proteína é, para além de um programa de emagrecimento, uma forma de ganhar massa muscular e dar firmeza à pele, contrariamente a outras dietas que, com a perda de peso, criam flacidez.

Riscos da dieta da proteína

Apesar de todos os benefícios, os alimentos permitidos na dieta da proteína podem ter efeitos negativos se não forem consumidos de forma correta.



O que ocorre no organismo é que o açúcar no sangue reduz drasticamente graças à redução da ingestão de carboidratos, diminuindo cerca de 80% a produção de insulina pelo pâncreas. Para compensar a falta de açúcar, o órgão liberta o hormónio glucagon, que tem o efeito contrário da insulina. Este fenómeno cria uma notável redução de peso.

 

Apesar do emagrecimento ser visível através da redução de quilos na dieta da proteína, o efeito colateral deste reflexo é a diminuição da absorção de cálcio, aumentando os riscos de osteoporose, e alteração o PH do sangue (porque muda o funcionamento das células), além de aumentar a gordura no fígado.

Malefícios da dieta da proteína

Para além da osteoporose e da gordura no fígado acima mencionados, a dieta da proteína possui alguns riscos, sobretudo relacionados com carências nutricionais e sobredosagem de proteínas.

  • Com a eliminação dos hidratos de carbono do cardápio, esta torna-se monótona e quase sempre igual. Os alimentos ricos em carboidratos são muitos e variados, e deixando de os poder ingerir, acaba por tornar-se uma dieta repetitiva.
  • A dieta da proteína implica uma mudança na produção de energia no organismo. Como tal, para que os seus efeitos positivos se mantenham, tem que seguir esta dieta sempre, durante toda a vida, pois se esta for interrompida o organismo iria regressar ao seu metabolismo anterior, e como tal, iria ganhar o peso perdido.
  • Com a exclusão quase total de carboidratos, existem também outros nutrientes que acabam por negligenciados. Ora, isso torna-se um problema para o organismo, pois este não receberá tudo aquilo que necessita para funcionar corretamente. Assim, com a dieta da proteína vêm também carências nutricionais.
  • Um dos problemas causados por essas carências nutricionais é a prisão de ventre, pois a ingestão de fibras diminui e, consequentemente, o trânsito intestinal deixa de funcionar normalmente.
  • Como a dieta da proteína é muito rica em gordura e, apesar de nos primeiros tempos o colesterol diminuir, a médio e longo prazo, a dieta da proteína irá implicar um colesterol elevado e, problemas cardiovasculares.

Como fazer a Dieta do Ovo

A dieta do ovo não é uma reeducação alimentar, mas sim um método para ajudá-lo a emagrecer através de um processo temporário. Perca até 5kg ...